Filipinas – Um País surreal!

•Junho 1, 2009 • Deixe um Comentário

De facto, todos nós ouvimos histórias de pessoas que estiveram em lugares fabulosos, paisagens impressionantes, paraisos reais…..alguns estão perto do oceno atlântico, outros encontram-se no índico….o que visitei estava na Ásia, a sul da china.

As Filipinas são além de um vasto arquipélago uma terra de paraísos.

Nunca pensei que tão perto da China era possível olhar para um céu tão brilhante e para estrelas inesqueciveis.

Uma coisa choca a todos nestes fantásticos lugares, a pobreza escondida….

Nunca estive num lugar tão pobre como as maravilhosas Filipinas….pessoas a aproximarem-se em pequenos barcos para pedirem algo em troca…

Mais de 7000 ilhas, 2500 delas desabitadas e sem nome, desenham umas Filipinas tão autênticas como desconhecidas. Os tesouros naturais sucedem-se de ilha em ilha, desde o Norte de Luzon, com as suas colinas atapeadas de verdes arrozais, até às paradisíacas praias de Palawan ou as Montanhas de Chocolate de Bohol ( onde eu estive).

ILHA DE BOHOL
Montanhas de Chocolate –
Ao todo, são 1 268 montanhas de uma singular forma arredondada que mudam de cor segundo a época do ano, passando do verde ao tom chocolate. Do miradouro de Cármen, obtém-se uma boa vista aérea.

Tarsier Visitors Centre – Selva vedada, onde pode observar-se o társio, o mais pequeno primata do planeta, no seu habitat natural.

Baclayon – Nesta localidade, a 6 quilómetros de Tagbilaran, encontra-se uma das igrejas mais antigas do país, construída em 1595 por jesuítas espanhóis.

Estive hospedado no Bohol Divers Resort na ilha isolada de Panglao!!

Um paraíso para quem gosta de mergulhar e comer marisco o dia todo…..Embora as Filipinas sejam muito baratas, os resorts são locais à parte.

Aqui estamos na Europa, onde é fácil gastar dinheiro. O luxo de andar de Jet Ski, mergulhar nos corais das Virgin islands, e passear pelo Rum Cola e pelas péssimas caipirinhas sai caro. É um luxo de apenas que ganha milhões de pesos por mês.

A pobreza da ilha e dos lugares é inacreditável. Nunca estive na pele de turista idiota…..aqui senti a injustiça de um País de resorts.

A população establece dados de mais de 3,4 milhões de famílias filipinas, que representam 19% da população, onde vivem abaixo da linha da pobreza, estabelecida pela ONU com uma renda de menos de US$ 2 por dia.

Dos mais de 10 milhões de habitantes da região metropolitana de Manila, 20,7% não têm o suficiente para comer a cada dia que passa….

O crescimento não se traduz em redução da pobreza e aumento do emprego….muito pelo contrário.

Os dados são assustadores e quase 33% dos filipinos vivem na pobreza. Todos ambicionam viver na China, sobretudo em Macau, onde o paraiso lhes parece perto em distância, longe da realidade….os que conseguem não voltam. Isso é certo.

Céu visto de manila...

Céu visto de manila...


Para Portugal é uma foto sem qualquer interesse. Na China é um Oásis. Um céu destes….chega a ser impossível.

Panglao Island @ 2009

Panglao Island, Filipinas @ 2009

Governo Chinês e a economia

•Junho 1, 2009 • Deixe um Comentário

O regime chinês tremeu na Primavera de 1989, mas a economia nunca deixou de crescer.

Manifestações fora da China lembram hoje o movimento estudantil e o combate de 1989. Mas, em 2009, como naquela época, estão distantes as hipóteses de abertura política do regime.

O ano de 1989 na China não foi só a época da mais grave crise política desde a morte de Mao, com os acontecimentos de Maio e Junho na Praça de Tiananmen, em Pequim.

A economia estava em sobreaquecimento, a inflação crescia e fracassara uma reforma dos preços. Mas enganaram-se aqueles que pensavam que as crises – económica e política – iam persistir.

A repressão política não foi acompanhada da estagnação económica. Nos 15 anos seguintes, a taxa de crescimento da economia situou-se, em média, nos 9%. Em 1989, esta representava pouco mais de 3% da produção da riqueza mundial; em 2008, representou 18%. Enriquecer, continua a ser glorioso – este é um dos legados de Deng Xiao Ping.

Nos últimos 20 anos, a migração de dezenas de milhões dos campos para as cidades contribuiu para a formação de riqueza e para o aumento do rendimento per capita. Em paralelo com situações de sobre-exploração, milhões de chineses viram os seus rendimentos aumentarem 10 ou mais vezes. A Bolsa de Xangai – que completa 20 anos em 2010 – é uma referência na Ásia. Os sinais exteriores de riqueza são evidentes: um apartamento num condomínio de luxo em Xangai pode chegar aos 3,5 milhões de euros.

A China é hoje um dos principais produtores mundiais de aço e ferro, um dos maiores consumidores mundiais de cimento. Longe vão os dias das siderurgias artesanais dos anos 60 do século XX.

Antes ainda da adesão à Organização Mundial do Comércio, em 2001, as multinacionais estavam – ou queriam estar – na China. Independentemente da conjuntura política interna – ou precisamente por causa desta.

Os dirigentes políticos e empresariais são, desde 1989, cada vez mais responsabilizados pelas suas decisões. Ainda que, em muitos julgamentos, as penas aplicadas a responsáveis políticos continuem a apresentar contornos de ajuste de contas e de reajustamento de influência entre as facções em competição no partido.

O cenário catastrófico de agitação social e paralisia económica, a implosão do regime, tudo o que se previa no imediato rescaldo de Tiananmen, não sucedeu. A economia tem sido a melhor aliada do regime de Pequim. Mas o sucesso desta aliança não deixa de ter riscos.

Embora aceitemos de forma racional, o facto de a China caminhar numa estrada perigosa com a falta de apoio social na Economia, que não serve os residentes e os verdadeiros chineses, a verdade é que a teoria que um país apenas cresce e se mantêm estável quando primeiro a economia se desenvolve e depois estão dados os passos para a criação de um ligar politico.

Todos os casos bem sucedidos começaram assim…..neste único caminho de desenvolvimento dum País.

Actualmente, a Economia Chinesa encontra-se a responder a todos os desafios que lhe são apresentados….

É também obrigação do Governo de Pequim, não se deixar acolher pela aliança económica e estender os braços à população (como quando deixou os agricultores comerem o que produziam), e criar bases socias, educacionais, e abrir as oportunidades a todo o País, deixar a exclusividade das politicas para mais do que as zonas económicas especias e abraçar todo o território.

Obviamente que com um caminho único na política – o partido comunista, resta aos habitantes da China, aceitar que apenas que apenas as actividades económicas e os bens de consumo fazer parte das suas escolhas.

Sem liberdade politica, sem um grupo forte de consumidores pobres que existe na china capaz de relançar o consumo interno e elevar as taxas de crescimento para os dois digitos, a China enfrentará graves problemas socias….nunca vistos no Mundo.

É urgente abraçar a China com um estado de direito social e um sistema democrático justo e claro, conseguindo respeitar os direitos humanos.

Só assim, o caminho actual da será de sucesso. Esperemos que sim….boas noticas para quem pensar viver deste lado.

Tiananmen Square @ 2009

Tiananmen Square and Forbidden City @ 2009

Go is action!

•Abril 20, 2009 • Deixe um Comentário

“It´s one tiny, two-letter word that makes amazing things happen.

Go is action. It´s the spark that starts the flame that sets everything in motion.

Go get us to try things we´ve always wanted to try.

Go keeps us going no matter what life throws our way.

Go reminds us it´s a big, beautiful world out there, and it´s time to make the most of it….”

p4040038

p4040089

img_0752

Floating Markets @ 2009 Thailand

Viajar é viver de braços abertos!

•Março 29, 2009 • 1 Comentário

Atravessar mares e continentes, transpor barreiras,saber de outras gentes,de outros costumes e de outras formas de estar na vida, conduz a um género de “riqueza”que não se consegue contabilizar em cifrões.

Falo aqui de riqueza humana em estado puro, daquela riqueza que acrescentamos à alma quando contemplamos um nascer do sol no deserto, quando passeamos pelas ruas de uma cidade desconhecida, ou quando simplesmente sorrimos para alguém que sorri para nós, sem necessidade de palavras que ninguém entende.

Viajar é descobrir, respirar novos ares, conhecer o “outro” como ele e, para além das ideias feitas e das muitas barreiras e “muros”que a distância e a ignorância constroem ….viajemos então muito, de preferência com a alma disponível, um sorriso franco e os braços bem abertos.

Forbidden City @ 2009Beijing

Shenzhen – a cidade portuária com o rápido crescimento económico

•Março 9, 2009 • Deixe um Comentário

Shenzhen é a dobradiça que a China se conecta ao mundo e irradia o Continente Chinês económica e geograficamente.

Shenzhen é a primeira zona económica especial da China.

Mais de 2 décadas de desenvolvimento, Shenzhen, foi a cidade com maior PIB per capita da China continental. A força económica global está entre os melhores das grandes cidades na China. O comércio externo de importação e exportação montante fileiras primeiro na China por 12 anos consecutivos.

Shenzhen está completa nos processos industriais de coordenação e de elementos do mercado, perfeita nos sistemas financeiro e melhor no sistema de economia de mercado no mecanismo de funcionamento.

A Bolsa de Valores de Shenzhen é uma das bolsas de valores na China. As 500 melhores empresas na China criaram bases produção e de I & D centers em Shenzhen.

Shenzhen é a única cidade com mar, terra e aeroporto na China. O contentor marítimo internacional tem 106 linhas, 148 linhas aéreas domésticas e 11 companhias aéreas internacionais.


Mainland China

•Março 9, 2009 • Deixe um Comentário

Dou por mim sentado em algum lugar a pensar…..
Penso essencialmente na China….penso nos 1.3 biliões de pessoas que actualmente vivem entre mim….e entre o mundo….
Nas viagens já realizadas por este país que tem tanto de vasto e intenso como de complicado e fascinante….

Por agora não dá para entender…os 50.000 trabalhadores que parecem dependentes das fábricas….são imensas….Nike, Samsung….uma qualquer Technology Union….Lda….espalhadas por este lugar….
São autênticas cidades construídas pela simples necessidade de haver 9.000 sapatos para produzir diariamente….alguém os compra….e alguém os terá de fazer….se for a menos de 100 euros por mês melhor ainda….e o funcionário nem reclama….se possível até menos dias de férias ele precisa….porque aqui….o importante é morrer a trabalhar….segunda a domingo…..durante os 365 dias por ano….

Chega a ser incrível mesmo o esforço individual de cada chinês…..! O pais luta diariamente pela tão aclamada taxa de crescimento.
Mas não restam dúvidas….a China será o motor económico do mundo em que vivemos….já o é…e será no futuro com maior determinação.
Apesar do decréscimo das taxas de crescimento a dois dígitos para 8% em 2009…Cidades como Shanghai, Pequim, Hong Kong, Shenzhen, Zhuhai, e Cantão….fazem esquecer a China dos baixos custos…da pobreza, do made in China, e alertam o mundo para o futuro próspero deste país.
Aqui não se fala em crise, as cidades consideradas de 1º grau são exemplos de sucesso….há quem lhes chame zonas económicas especiais…mas de facto o pais possui várias dimensões.

A China faz-nos obrigatoriamente respeitar a China….mas actualmente ainda existem diversos países dentro da chamada Mainland.
O interior é tudo aquilo que nos faz sentir pequenos e uns sortudos ao mesmo tempo…..é bom ter a noção que qualquer pessoa em Portugal com 700 euros é um privilegiado…
Na China assiste-se a uma pobreza de milhões…que vivem e trabalham…fazendo o que resta para fazer….vender bolsas para telemóvel….fazer de guia num qualquer beco da cidade….ser um escravo do verdadeiro negócio….a prostituição….milhares de mulheres diariamente se prostituem com o simples objectivo de sustentar a família, e dar de comer ao irmão que sobrou nas Filipinas… a dimensão é tal que existem homens a mudar de sexo para se poderem prostituir e assim ser o salvador da família.

Saber que existem também muitos casos de sucesso…pequenas empregadas de escritório no interior da China….numa qualquer cidade de 4 milhões foram pouco a pouco construindo casos cada vez menos raros de sucesso e actualmente como acontece por exemplo em Shenzhen lideram fábricas com mais de 500 empregados…limitando-se apenas a transformar o negócio de família. Família esta que agora vive no último andar do arranha céus que serve de sede da empresa. Jantam e almoçam todos os dias juntos….no mesmo andar….

Por me sentir tão sortudo por ter a possibilidade de todos os dias me apresentar novos desafios e novas experiências…fica a noção que a China todos os dias se transforma…todos os dias emerge como a nova potência de respeito da Ásia.
O mundo esqueceu o Japão….agora quem não exportar para a China arrisca-se a perder alguns milhões de potenciais compradores…

Cada dia…vivo aprendendo….e aqui basta não falar a língua deles, basta não perceber nada do que se coloca à frente dos nossos olhos….para sentir a emoção de saber que se o táxi parar e nos deixar ali a 300 km de lugar nenhum que não conhecemos….nem sabemos por onde devemos ir….só fica o cartão de apresentação do lugar para onde nos dirigíamos….e que por sinal estava em chinês…resta somente aprender….e se possível mais rápido….porque na China o tempo não se perde….ganha-se trabalhando.

Imaginem por um minuto….ser um destes 50.000 trabalhadores desta fábrica da Nike em XanXiang….fazemos o mesmo todos os dias…durante 20 horas por dia….temos o tempo contado…para dormir, para aprender, para ir ao hospital, para conversar…..
Somos um, no meio de milhares….e o salário….não chega. Será que dá para sonhar? Impossível mesmo.

Com todo este esforço…..a China assume-se como o pulmão económico do mundo em que vivemos….num esforço mais conjunto do que possa parecer.

Apesar de toda esta realidade, isto é lindo demais….são demasiadas sensações para um ser humano…..
E tenho tempo de descansar aos 70 anos…..
O trabalho que desenvolvo está a tornar-se cada vez mais difícil….as vezes tenho a sensação que não falamos a mesma língua. Será?
Mas o que tem de difícil tem de aliciante ao mesmo tempo…os negócios aqui fazem-se com calma e se possível com um copo de vinho na mão…

Estou a adorar cada dia neste lado do mundo…as cidades não param…e os horários de trabalho são incríveis…nem 8 horas se chega a trabalhar….há tempo para tudo. Jantar com os colegas de trabalho é tão importante como desenvolver um qualquer projecto…!

Shanghai

•Março 2, 2009 • Deixe um Comentário

Hoje faz anos o Homem que mudou a visão do mundo: Pedro leite

•Fevereiro 12, 2009 • 1 Comentário

Embora menos ruidoso….eu também faço anos hoje!

•Fevereiro 12, 2009 • 1 Comentário

Dia 12 de Fevereiro de 1984 às 10:00 horas nascia eu. E chorava a minha mãe.

Fazer anos do outro lado do mundo ainda é uma sensação que estou a descobrir…..mas parece agradável.

CELEBRAR O LEGADO DE DARWIN

•Fevereiro 12, 2009 • Deixe um Comentário

Aniversário. O naturalista inglês Charles Darwin nasceu há 200 anos em Shrewsbury, na Inglaterra. A viagem que fez à volta do mundo no famoso navio ‘Beagle’ acabaria por mudar a sua vida e repercutir-se profundamente na ciência. Mas não se livrou de polémica!
Hoje, dia em que se comemoram 200 anos sobre o nascimento de Charles Darwin, o legado do naturalista inglês continua actual e vivo, nos caminhos trilhados pela biologia molecular e genética, mas também na biotecnologia e na própria biologia da evolução. Foram as suas ideias que abriram este caminho.